Araujo & Associados

Av. Pelinca, 55, Salas 702/706 - Centro - Campos do Goytacazes / RJ, CEP: 28035-175

(22) 2733-2200 | contato@araujoeassoc.com.br

Publicado em segunda, 26 de fevereiro de 2024

Sebrae e Ministério das Mulheres firmam parceria para impulsionar empreendedorismo feminino

Em uma reunião realizada na última terça-feira (20), a Ministra das Mulheres, Cida Gonçalves, e o presidente do Sebrae, Décio Lima, anunciaram uma parceria estratégica para impulsionar o empreendedorismo feminino no Brasil.

O acordo visa unir esforços e recursos dos programas Cidade Empreendedora e Plural, uma nova iniciativa do Sebrae, com o objetivo de promover a igualdade de gênero e combater a misoginia através do fomento aos negócios liderados por mulheres e outras minorias.

De acordo com a ministra Cida Gonçalves, um dos principais desafios enfrentados atualmente é a ampliação do alcance das políticas públicas voltadas para as mulheres. 

 

"Hoje temos menos de 300 instituições dedicadas a efetivar as medidas do governo federal para este público. Precisamos do apoio do Sebrae para disseminar essas ações e garantir a participação de todos os municípios brasileiros", afirmou.

O Programa Cidade Empreendedora já está presente em 3 mil municípios e, segundo o presidente do Sebrae, Décio Lima, a instituição será fundamental para difundir os projetos e ações do Ministério das Mulheres. 

"Estamos falando em igualdade de oportunidades, diversidade e inclusão. O Sebrae, como uma das marcas mais fortes do país, precisa se engajar nos grandes desafios que o Brasil enfrenta. Avançar no combate à misoginia é uma prioridade que requer o compromisso de nossa instituição", ressaltou Lima.

Empreendedorismo feminino

 

A ministra Gonçalves destacou ainda a importância de abordar dois eixos fundamentais dentro das políticas públicas: a inclusão das mulheres em situação de vulnerabilidade e a busca pela igualdade salarial. 

"O empreendedorismo tem sido um aliado poderoso para muitas mulheres que buscam complementar a renda familiar, seja através da venda de produtos como bolos e marmitas, ou de outros negócios", lembrou.

Presente na reunião, a coordenadora do Sebrae Delas, Renata Malheiros, explicou que o programa do Sebrae atende cerca de 100 mil mulheres por ano, oferecendo não apenas capacitação, mas também apoio para fortalecer a autoconfiança e orientações sobre como lidar com o preconceito. 

"Acreditamos que a liberdade feminina pode ser alcançada por meio da autonomia financeira", afirmou Malheiros.

Décio Lima anunciou que o Sebrae dedicará o mês de março ao empreendedorismo feminino, com um calendário repleto de atividades. 

Entre elas, estão previstas uma campanha publicitária sobre o tema, o lançamento do Prêmio Sebrae Mulher de Negócios, que no ano passado recebeu 4 mil inscrições, a disponibilização de uma cartilha sobre violência contra a mulher e o lançamento do curso "Mulheres em Foco", direcionado às empreendedoras ou aquelas que planejam empreender.


Fonte: Contábeis

Araujo & Associados

Venha fazer uma parceria de Sucesso! Encontre em nossa empresa tudo o que precisa.

Mídias sociais

Interaja conosco pelos nossos perfis e saiba de todas as novidades.

Desenvolvido por Sitecontabil 2019 | Todos os direitos reservados