Araujo & Associados

Av. Pelinca, 55, Salas 702/706 - Centro - Campos do Goytacazes / RJ, CEP: 28035-175

(22) 2733-2200 | contato@araujoeassoc.com.br

Publicado em quinta, 12 de maio de 2022

ESPECIAL PUBLICITÁRIO - 4 dicas para começar a empreender: planejar, pesquisar, testar, divulgar

Quem decide iniciar um negócio pode ter diferentes motivações, como o sonho de abandonar a carteira assinada para ser dono do próprio nariz ou a falta de perspectivas no mercado de trabalho. Seja qual for a razão, o objetivo principal é só um: investir em um projeto que seja recompensador. 

Não basta uma boa ideia ou dinheiro a perder de vista para investir. Um planejamento cuidadoso é a base para ser bem-sucedido. Estar preparado para situações inesperadas, conhecer bem o mercado em que se pretende atuar, saber calcular o custo antes de definir o preço, manter a equipe bem treinada e motivada, além controlar estoque são algumas das lições de casa do empreendedor novato.

1. Planeje bem as finanças

O planejamento financeiro, apesar de representar uma barreira para muitas pessoas que querem trabalhar por conta própria, é um dos principais pontos de atenção. Ele passa pela projeção de despesas e de receitas, margem de lucro, gastos com tributos, fontes de recursos para novos investimentos e fluxo de caixa. 

O Sebrae ressalta a importância de, antes mesmo de abrir as portas, ter em mente que as contas da pessoa física e da jurídica devem ser separadas. Ao tratar receitas e despesas do CPF e do CNPJ como uma coisa só o empreendedor inevitavelmente vai se confundir em algum momento e o controle das contas se torna impraticável.

Pensando nisso, a SafraPay, credenciadora do banco Safra, disponibiliza ao empreendedor a opção de receber os pagamentos diretamente em uma conta digital SafraPay, também gratuita, o que reduz significativamente os custos financeiros das PMEs. Confira todos os benefícios e as condições de contratação da SafraPay no site.

2. Pesquise o mercado

Outro aspecto importante antes de ter o CNPJ é analisar o que é oferecido pela concorrência. Ter uma ideia, por mais brilhante que ela pareça, não garante sucesso. É preciso pesquisar muito para saber o que outros negócios que atuam no mesmo segmento oferecem, incluindo preço, localização, canais de atendimento e perfil do cliente.

Também é essencial ao futuro empreendedor ter a clareza sobre quem será seu público-alvo. Afinal, quem vai se interessar pelo seu produto ou serviço? Pesquisa de campo, experimentações, estudar pesquisas divulgadas por grandes empresas, consultorias, entidades de classe pode ajudar a entender o momento e as tendências.

3. Faça testes antes de abrir as portas

Os especialistas do Sebrae sugerem ainda que a ideia que se pretende transformar em um empreendimento seja testada antes de a estrutura do negócio ser montada. Ao validar um projeto previamente, testando junto a amigos e familiares, o empreendedor tem a chance de fazer ajustes e ter mais segurança de que está no caminho certo. Imagine, por exemplo, investir na produção de bolos de festa e descobrir que falta transporte adequado para preservar a sua qualidade até o cliente. São situações que devem ser simuladas antes de abrir as portas.

Acertos feitos no produto ou serviço, é hora de formalizar o negócio, seja um microempreendedor individual (MEI) ou uma empresa de maior porte. Isso vai permitir comprar e negociar com bons fornecedores, blindar-se das ações trabalhistas ou tributárias, prospectar clientes de diferentes perfis – por exemplo, empresas e poder público – e ter acesso a diferentes ferramentas financeiras, desde uma conta bancária até as maquininhas para facilitar o recebimento das vendas.

Quem tem SafraPay pode, ao pedir uma maquininha, ter uma oferta de crédito para usar como e quando for necessário com as melhores condições do mercado. A facilidade e a disponibilidade de recursos estão sujeitas à análise.

4. Divulgue desde o início

Tenha em mente que todo negócio, mesmo quando está começando, demanda por investimentos em marketing digital. Hoje, essa é a forma de tornar uma marca, um produto ou serviço conhecido do público e assim alcançar os resultados esperados. As ações terão de ser constantes. Afinal, atrair e fidelizar clientes é um processo constante. 

Com o desafio de começar do zero e a expectativa de alcançar o sucesso, é comum que os empreendedores trabalhem muito e exagerem na dedicação. Hoje se sabe que trabalhar demais não resulta necessariamente em rotinas produtivas. Por isso, é fundamental saber administrar bem o tempo, ter clareza sobre quais são as prioridades e ser disciplinado também na hora de descansar. 

Entre tantos cuidados antes de ter um CNPJ, um dos mais importantes na hora do planejamento é estipular metas, ou seja, onde se pretende chegar. Só assim o empreendedor vai fazer com que o negócio siga sempre na trajetória de crescimento. Para isso, vale definir indicadores de performance, o que se faz com a análise do desempenho das ações pré-definidas para atingir uma meta. Assim, será possível mapear o que está funcionando ou aspectos do empreendimento que precisam ser melhorados.


Fonte: Revista PEGN - Globo

Araujo & Associados

Venha fazer uma parceria de Sucesso! Encontre em nossa empresa tudo o que precisa.

Mídias sociais

Interaja conosco pelos nossos perfis e saiba de todas as novidades.

Desenvolvido por Sitecontabil 2019 | Todos os direitos reservados